THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

terça-feira, 12 de abril de 2011

Hipocrisia... doce Hipocrisia


A onda agora é sair atirando e matando uma pá de gente...


se tivéssemos leis que preservasse realmente os direitos humanos, bulling não aconteceria, pessoas não ficariam traumatizadas, não cultivariam uma vingança adormecida e não sairiam matando por ai...

Já tive muita vontade de sair matando pessoas... Dando fatalitys pra ser mais específico.
ou talvez colecionando pedaços de pecadores em vidros coloridos...

mas a racionalidade e a boa educação que tive, me fez tapar os olhos pra certas coisas, e continuar vivendo na hipocrisia que se tornou, ou sempre foi, viver.

Ai se eu pudesse...
Arrancaria cabeças por ai...
daquela professora de matemática que me reprovou na 8ª série.
ou da minha atual professora de estágio...
e de alguns alunos que fazem essa matéria comigo.

arrancaria a língua de muita gente...
Bixinhas sem noção que esquecem o status Namorando, de quem namora.
"amigos" de sorriso falso e dissimulado.
Hipócritas e vaidosos de plantão no FaceBook.

arrancaria com alicate unha por unha...
de homofóbicos e preconceituosos;
evangélicos que pregam o amor mas disseminam o ódio e a intolerância;
traidores e ladrões.

agora, sendo hipócrita...
acho sim que o mundo seria melhor sem alguns tipos.

abaixo a feiúra
gordura,
fanáticos,
amigos falsos,
e burrice.

ps: Qualquer semelhança com o texto acima, é mera coincidência e se algúem morrer nesse meio tempo... Juro, não fui eu.


2 comentários:

Lukas Repetto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lukas Repetto disse...

Aceitar a idéia que alguém nasce predestinado a cometer um crime seria acreditar que o assassino não é um criminoso, e sim um instrumento que o massacre psicológico de uma sociedade utiliza para punir alguém, o que seria um absurdo.

Como diz você meu caro, estes pensamentos permeam nossa mente (há aquela professora do primário que não deixou eu colorir minha flor de azul, falando que flores eram vermelhas, pintaria a cabeça dela e penduraria no poste aquele dia), mas temos a racionalidade!