THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Ensaio sobre a Gula




Começemos pelo começo.
Sou a GULA, tenho
fome, tenho desejos, e nunca me satisfaço.


A palavra pouco não faz parte do meu vocabulário... Então que demos início ao início...
Temos uma vida? Isso é tudo o que sabemos. A morte é a única certeza.


Então o meu conselho é: Exagere!



Acredito que o mundo nada mais é que uma grande roda da fortuna, num dia se está no topo, no outro em baixo, num dia a sorte sorri pra você no outro ela se torna um jogo de azar, mas entre idas e vindas, topo e superfície, o fato é: você pode dar o maior número de giros que conseguir, mas a vida (a roda), sempre te levará para sua origem inicial. O começo.



Não importa o que você faça para tentar pará-la numa casa que atualmente está conveniente pra você; saiba: - Você vai subir, mas daqui há algumas poucas casas, você irá descer de novo.



E assim é a vida, uma montanha-russa de emoções, de surpresas, de incertezas.


Acredito que o sentimento, a arte de “se apegar”, pode ser a ruína de um homem, já que Bons homens nunca são ingeridos e sim cospidos.



Aja por instinto, não aja por sentimento. Não queira se perdurar a nada, queira se saturar.



Desperte sua Gula, sua insatisfação. Todos sabemos que o caminho da vida só tem um destino: O fim. Por isso meu conselho é: - dê a maior numero de voltas possíveis.



As pequenas coisas da vida podem ser essenciais para que você tenha um fim digno. conheça o mundo todo, veja lugares lindos, e lugares nem tão lindos assim; sinta a alegria de povos e a desgraça de tantos outros. (Quando o mundo é pequeno, tudo, Tudo se torna pouco).


Vomite experiências, e se puder não as recicle, as engula. Acorde! O mundo não é essa redoma de cristal em que você provavelmente vive com sua medíocre vidinha alienada, com seus cinco amigos desde os tempos de escola, com sua ambição restrita a se casar, ter filhos, um carro, uma casa, um emprego politicamente correto e um cachorro.


O mundo é grande, existem mais 200 bilhões de pessoas sem ser as que você conhece, culturas a serem exploradas, lugares a serem vistos, paixões a serem vividas.



Viva intensamente.



É isso que satisfaz uma alma, o gostinho de saber que se pode ter mais, a sensação de insatisfação, de fome, de querer tudo.


Hoje me recato optando pelo que quero de verdade, gostaria de ter usado a palavra equilíbrio, mas creio que esta seja a única palavra que desconheço o significado. (ou que prefiro desconhecer). Temos opções o tempo todo e ainda as temos, mas não queira ter que escolher, queira tudo de uma vez. Não queria beber e cair na noite, usar algo que te leve para um realismo fantástico, queira todas as opções e tenha certeza, é vantagem que as considere. Não queira viajar para a Itália, queira fazer um mochilão pela Europa toda. Nunca se satisfaça com um amigo, e sim se delicie com um estádio cheio de conhecidos. Nunca queira um amor ou uma paixão, queira uma pessoa que seja capaz de te dar o dois. Nunca opte por viver simplesmente, Mas sim, em viver o máximo. Não seja uma pessoa que se contenta com o que tem e considere mesquinho quem se contenta. Queira mais, Ambicione poder ser eterno, para conhecer o mundo todo, cada cantinho, cada realidade, queira ser eterno para conhecer todas as pessoas, com suas manias, seus defeitos, suas ambições, suas maldades, queira experimentar todas as iguarias e as nem tão boas assim, passar por todas as experiências, de dor, de prazer, de viver, sentir todas as cores, saber todos os segredos, entender sobre tudo, conhecer todos os deuses, desejar todos os desejos, estudar todas as Histórias, sofrer todas as dores, experimentar todos os gostos, todos os gozos, morrer de todas as formas, escutar todas as músicas, ler todos os livros, assistir a todos os filmes, falar todas as línguas, experimentar todas as línguas, andar sobre a água, ir à lua, dar a volta ao mundo, ser um Atlas, carregá-lo nas costas, comer todas as comidas, usar todas as drogas, viver. O mundo é muito mais, o mundo é vida, é mente, carne, sangue, o mundo é gente, é História, o mundo é além da terra. O segredo de poder entender o que nos interliga, quais são os portais, as dimensões, o limite, quais são nossas conexões, quem somos, o que somos.



É essa busca que importa. Sei que não somos apenas humanos, com fraquezas, medos, Preconceitos, sonhos. Somos muito mais, nos amamos, nos deixamos amar; uns amam o mundo, outros apenas os que estão a sua volta, alguns amam a si, outros não amam nada. Essa capacidade de amar, de gostar. De se deliciar com algo é que me deixa inteiramente confuso. Observo atento a um copo de suco de laranja a minha frente; que suco é esse? A laranja que o fez, daria o mesmo gosto ao suco se tivesse sido espremida por outra pessoa? Ou colhida por outras mãos? Teria o mesmo tom? A mesma consistência. Não. Não e não; nunca teria. E é por isso que temos que experimentar todas as opções.



Não nasci pra ser igual, não quero abraçar o mundo de uma só vez. Quero espremê-lo até ver do que ele é feito. Quando isso acontecer talvez saberei o gosto doce da felicidade ou o amargo da desgraça.



Não temos tempo, a ampulheta da vida não para. Não seja medíocre ao ponto de achar que será eterno. Você irá morrer, então antes que isso ocorra. Coma! Coma! Tudo o que puder, todas as experiências, nunca se contente com pouco. EXIJA mais. Adão e Eva nunca se curvaram á normalidade de uma vida perfeita, desafiaram, comeram a maçã, o paraíso não era o limite, eles queriam mais.... E por mais que suas vidas tiveram dificuladade, foi uma vida que teve significado.



Seria então nescessário cometer o pecado da gula, para que se tenha uma vida significativa?



Vivemos numa sociedade alienada, presidentes embebidos pelo gosto do poder, somos tropas que caminham na direção que nos é mandada, vestimos o que nos impõe, assistimos o que nos é enfiado goela abaixo, sentimos o que a fábrica do capitalismo constrói sobre nossas mentes, nossos sentimentos são calculadamente pensados. Você está satisfeito? É essa sua visão de viver? Que seja. Somente peço que não interfiram na vida daqueles que não se contentam com essa "normalidade social perfeita" que vocês chamam de [viver]. Mas antes de julgar, decida o que você quer, como quer ser lembrado. Não digo para que saiam "vivendo" a vida a doidado. Descubra primeiro o que é viver intensamente para você. - Sair pelo mundo a fora, estando em portos diferentes, conhecendo pessoas novas, se isso pra você é viver. Que bom! vá. - Talvez para você viver, seja, casar, ter uma fámilia e viver em paz. Bom também. Vá em frente. Não me entendam mal.



Mas quando digo viva! digo: Encontrem seu paraíso pessoal e lute por ele, o tempo todo. Viver não é fácil. Mas saber o que quer pra si. é uma tarefa de uma vida toda.


Por isso não perca tempo; começe já a sua busca infinita. Eu sei o que eu quero? Não sei ; Nunca sei ; mas uma coisa é certa , quero ser lembrado como o cara que viveu, cada minuto, cada sabor. quero mesmo é conquistar o mundo. Depois que conseguir, penso em alguma outra coisa melhor pra fazer. E você? já sabe o que quer?


ps: (Qualquer fato parecdio com a minha vida é mera coincidência)

1 comentários:

pimenta disse...

Vem, vem conosco então!
Me contento em não saber.Por isso ando,olhando.
Alternativas, é o que me diz a vida!
Minha força é o vento.
bjo adorei.